TRATAMENTO Diferenciado para Recaídos na Dependência Química

Clinica de Recuperação
A recaída ao uso de substâncias químicas pode acontecer depois de uma internações sem um projeto clínico terapêutico realmente desenvolvido com base na experiência de resultados positivos. Estar atento ao projeto de tratamento da clínica e aos profissionais envolvidos na reabilitação do paciente é fundamental para o sucesso da recuperação.

Aprendemos através dos anos de desenvolvimento terapêutico, que a interrupção do uso de qualquer substância química não significa a solução do problema. O comportamento compulsivo costuma ser precedido de ansiedade e depressão, o que confirma a necessidade de um trabalho além da abstinência. Parar com o uso das Substâncias químicas é um grande passo, mas não é o único.

Quando ocorrem novas internações em decorrência das recaídas a abordagem médica e psicológica, se redimensiona com focos incisivos nas causas da recaída para promover a desintoxicação aliada a um programa específico comportamental para solucionar questões psicológicas individuais.

O tratamento para dependentes de substâncias químicas que já passaram por internações não pode ser o mesmo para um dependente que está efetuando um tratamento pela primeira vez, o fato do alto índice de volta ao uso de drogas e álcool está diretamente ligado ao projeto da clínica que o dependente esteve internado e principalmente as abordagens clínica médica e psicoterapêuticas utilizadas nesses casos.

A CTES desenvolveu um plano de tratamento específico para estes casos. O tratamento para recaídos de drogas são separados na maioria das abordagens, reuniões e dinâmicas executadas separadamente dando ênfase aos aspectos que são apresentados diante da volta ao uso de substâncias químicas destes dependentes, aplicações de testes neuropsicológicos para definir e traçar o perfil do paciente e aplicar um processo medicamentoso adequado a sua realidade e comprometimento, abordagens individuais intensivas e um planejamento de curto prazo para o regime de internação.

“Institucionalizar um dependente de drogas com internações de baixa qualidade somente para interromper o uso de drogas contra a vontade do dependente acarreta em prejuízos físicos e psicológicos permanentes.”

O cronograma utilizado para um paciente reincidente em internação é diferente e alternado, dando competência para que o mesmo tenha mais liberdade de atingir o objetivo da recuperação, fases de introspecção e atividades individuais são focadas para atender cada caso.

NOSSOS TRATAMENTOS

Solicite agora o tratamento e tenha maiores informações, pela nossa Central de Atendimento ou nos envie um e-mail em nossa página de Contatos.

DOWNLOAD PDF