• 22
  • Agosto
  • 85
Conheça a Importância da Psicoterapia em Grupo no Processo Terapêutico
Autor

Conheça a Importância da Psicoterapia em Grupo no Processo Terapêutico

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico

A dependência química é uma doença contemporânea que acarreta prejuízo a vidas e famílias. O tratamento da mesma necessita de diversas ferramentas com o intuito de auxiliar o paciente terapeuticamente a alcançar medidas de desenvolvimento, prevenção e manutenção. Dentro dessas, as terapias grupais aparecessem como opção eficaz e dinâmica, trazendo ao paciente diversas possibilidades e benefícios. As experiências compartilhadas e refletidas pelos mesmos permitem a oportunidade de esclarecer medos, mitos, crenças e expor angústias e dificuldades a pessoas que vivenciam o mesmo problema, auxiliando no desenvolvimento e enfrentamento do seu tratamento.

Um fator positivo das atividades de grupo para dependentes é proporcionar que os pacientes dividam situações e conflitos vividos com pessoas que possuem história semelhante, em um ambiente acolher e não julgador. Tais ações trazem como consequência positiva a possibilidade do indivíduo verbalizar e trabalhar questões de modo mais sincero e honesto, tanto consigo mesmo quanto no relacionamento com terceiros, sendo esta franqueza uma etapa necessária e importante no tratamento de sua adição.

Outro fator importante na progressão de seu tratamento é a oportunidade que os pacientes encontram de trabalhar os métodos usados para conviver com possíveis tentações, angústias e dificuldades para retomar sua rotina sem a necessidade de utilizar drogas novamente. Ao interagir com pessoas que também possuem problemas graves, podem perceber que não estão sozinho em suas dificuldades, percebendo que suas adversidades por muitas vezes dependem de seu empenho para serem minimizadas e/ou sanadas.


Ou seja, os conflitos oriundos do isolamento, desespero e angústia são passiveis de evolução terapêutica quando o paciente se der conta que o grupo está interligado e as reflexões e construções exercitadas em reunião com a equipe técnica também podem ser feitas de maneira conjunta.

Terapias em grupo também proporcionam a prerrogativa de permitir que o indivíduo receba orientação em tempo real para suas apreensões tanto dos próprios membros participantes quanto do terapeuta. O paciente obtém a liberdade de discutir abertamente questões ligadas a suas vivências e prontamente receber subsídios e repertório para ensaiar o enfrentamento de seus problemas atuais.

Em suma, é notória a importância de grupos psicoterapêuticos no contexto clínico do tratamento da dependência química, visto que o mesmo objetiva que o paciente adquira discernimento sobre sua própria doença, gerando maior autoconhecimento e serenidade para tomar decisões (mantendo-se mais saudável) aliado a troca de experiência entre semelhantes, auxiliando no processo de restabelecimento dos vínculos sociais. Esclarecer questões que permeiam o entendimento amplo da dependência química favorece o crescimento pessoal e embasa sua compreensão e propicia sua capacidade de mudança.

Renan Rodrigues Ribeiro – Psicólogo (CRP 06/131.723) FARINA, Marianne et al. Importância da psi-coeducação em grupos de dependentes químicos: relato de experiência. Aletheia, Canoas, n. 42, p. 175-185, dez. 2013 . Disponível em

. Acessos em 10 ago. 2016.

Segurança e transparência a mais de 15 anos. Venha para a Ctes, Transforme sua vida!